X
X

NEWSLETTER

Cadastre seus interesses e receba apenas os assuntos relacionados:

X
Nº de dias antes do ciclo menstrual % de amostras de mulheres grávidas que obtiveram resultados Positivos
1º Dia 98%
2º Dia 97%
3º Dia 88%
4º Dia 56%

Blog

Como e quando devo parar o anticoncepcional para engravidar?

15/06/2017

Atualmente, milhões de mulheres no mundo fazem o uso da pílula anticoncepcional, seja por motivos de controle de natalidade ou como tratamento para algumas doenças ligadas ao ciclo reprodutor feminino. Mas, quando se quer engravidar após muitos anos usando a pílula, quando e como se deve parar o medicamento?

Essa dúvida é bastante comum, até porque o tempo e as condições necessárias para voltar a fertilidade são relativos de uma mulher para outra. Há quem consiga engravidar logo na primeira tentativa após parar de tomar a pílula, mas há quem precise de mais tempo.

Para entender melhor, vamos começar falando sobre como a pílula anticoncepcional funciona. Resumidamente, ela é feita a partir de dois hormônios: o estrogênio e a progesterona. Sua principal função é impedir a ovulação inativando a hipófise (uma glândula endócrina no cérebro que regula outras, como a tireoide e a suprarrenal). Com a hipófise inativa, os folículos dominantes não crescem e isso causa a inibição da ovulação. Além disso, a pílula torna o muco do colo uterino mais espesso, o que dificulta a passagem de espermatozoides nele, e deixa o endométrio inóspito para implantação do embrião.

Quando você para de tomar o anticoncepcional, a hipófise passa a produzir adequadamente FSH (que estimula os ovários) e LH (que induz a ovulação e liberação do óvulo pelo ovário), o que retoma seu ciclo menstrual. Quando esses dois chegam a uma taxa ideal na corrente sanguínea, seu ovário passa a produzir novamente os hormônios estrogênio e progesterona. Mas, como seu corpo estava “desacostumado” a produzir esses hormônios que estavam sendo ingeridos oralmente, pode ser que demore um tempo até que eles sejam produzidos novamente por seu organismo. Mas, no momento que seu organismo começar a produzir estrogênio e progesterona, você começará a ovular novamente e seu útero também se preparará para uma fecundação.

Como você pode ver, seu organismo precisa se readaptar e isso pode variar em cada caso. No geral, a mulher passa a ter ciclos ovulatórios já no primeiro mês de pausa da pílula – e assim, já podem conseguir uma gestação. Mas é preciso ficar atenta com os ciclos irregulares: algumas mulheres possuem dificuldade em ovular (como na síndrome de ovários policísticos) e outras possuem uma baixa reserva ovariana. Se você fizer a pausa da medicação e seu ciclo se tornar irregular, é importante que você procure por um médico e investigue a causa.

Em média, as mulheres engravidam em até 6 meses após interromper o anticoncepcional. Mas em 85% dos casos, a gestação ocorre em até 12 meses de tentativas. Caso uma mulher tente engravidar por mais de 1 ano sem concepção, ela passa a ser considerada num quadro de subfertilidade e se recomenda que procure por um médico. Nesses casos, não existe nenhuma relação da infertilidade com o uso da pílula. Ainda que se use o anticoncepcional por muitos anos, isso não irá reduzir a fertilidade. Os casos de subfertilidade estão associados à outras causas, sejam do próprio organismo da mulher, do seu parceiro ou até mesmo fatores externos.

Então, a melhor forma de descontinuar o uso da pílula anticoncepcional e iniciar as tentativas para uma gravidez é procurando por um médico ginecologista e avaliando sua saúde como um todo. Assim, você poderá se programar para a tão sonhada gravidez de uma forma tranquila e positiva!



Quer saber mais? Acompanhe os temas relacionados:

5 coisas para organizar antes de engravidar
Com que frequência devo fazer sexo para engravidar?
Confira as dicas para aumentar a sua fertilidade após os 30 anos

ÚLTIMAS